A Livraria 24 horas do Mr. Penumbra – Resenha

Image

Este foi o tipo de livro em que tudo: capa, assunto, personagens e ambientação já despertou meu interesse. Sendo assim, me deixou com bastante expectativa. E – definitivamente – não me decepcionou.

No livro, conhecemos Clay Jannon, um jovem web designer, que desempregado e sem grandes esperanças em encontrar emprego na sua área de atuação, acaba indo trabalhar em uma misteriosa livraria que fica aberta 24 horas. Clay é um protagonista comum, sem nada muito marcante, mas que desperta uma certa simpatia que agrada a todos.

A livraria é basicamente dividida em duas partes: uma normal, onde encontram-se livros comuns e para venda. Enquanto na outra parte, encontram-se livros velhos, misteriosos, com nomes em latim nas suas lombadas e que estavam disponíveis, apenas, para locação. Clay chama esta parte da livraria de “Arquivo Pré-histórico” e é extremamente proibido de abrir qualquer um destes livros.

O dono da livraria, Mr. Penumbra, é tão misterioso quanto a própria livraria. Logo nos primeiros dias na livraria, Clay observa que tudo na livraria, e todos que a frequentam, é estranho e suspeito. Clay percebe que apenas um pequeno grupo de clientes visita a livraria e de forma esporádica. Esses clientes são sempre idosos e que pegam livros emprestados do “Arquivo Pré-histórico”, Clay desconfia que se trate de uma sociedade secreta. Devido a sua curiosidade, Clay, acaba descobrindo que todos os livros dessa seção são codificados. Lembrem-se que ele é extremamente proibido de abrir tais livros e folheá-los.

Com a ajuda da sua namorada Kat, que trabalha no Google, e de seu amigo de infância Neel, Clay irá usar a tecnologia para tentar desvendar os mistérios que se escondem nas páginas desses livros antigos. A partir daí, embarcamos em uma aventura que envolve alta tecnologia e a origem dos livros impressos. Não se trata de uma obra em que se defenda o fim do livro impresso, como alguns já disseram, e tão pouco contra os livros digitais ou a tecnologia. Mas sim sobre como ambos podem conviver.

Uma leitura rápida e extremamente agradável, personagens reias e que poderiam ser qualquer um de nós, e foi nisso que o autor acertou. Personagens tão comuns que nos identificamos com eles e pelos quais passamos a ter grande simpatia.

A Livraria 24 Horas do Mr. Penumbra é um daqueles livros que não tem grandes pretensões ou profundidade, mas que causa uma boa discussão e que irá proporcionar momentos de grande prazer. Embarque nessa aventura com Clay e descubra o final desta aventura emocionante.

★★★★★ Um livro cinco estrelas.

Altura: 23 cm.
Largura: 16 cm.
Profundidade: 3,5 cm.
Acabamento : Brochura
Edição : 1 / 2013
Idioma : Português
Número de Paginas : 288
Tradutor : Edmundo Barreiros

Image

Anúncios

Mais Marcadores de Página para impressão

Recebi bastante retorno sobre os marcadores de página para impressão, então resolvi fazer mais!!

P.S.: Alguns eu que editei, outros achei na internet.

1) Percy Jackson:

ImageImageImageImageImageImage

2) Ana e o Beijo Francês:

Image

3) O Extraordinário:

ImageImage

4) Escrito nas Estrelas:

Image

5) Os Instrumentos Mortais:

marcadores instrumentos mortais-01 marcadores instrumentos mortais-02 marcadores instrumentos mortais-03 marcadores instrumentos mortais-04 marcadores instrumentos mortais-05

Espero que gostem! E se forem postar, não esqueçam dos créditos! =)

Abraço – F.

Meus Hábitos de Leitura

Olá, leitores!

Todo mundo têm uma mania de leitura, né?! Então, resolvi postar os meus hábitos de leitura. Acredito que muitos de vocês façam o mesmo.

Em primeiro lugar, enquanto estou lendo um livro, sempre carrego comigo:

– Caneta marca texto;
– Marcador de página;
– Post-it.

Eu – particularmente – tenho um limite diário de páginas (menos nas férias), por conta da falta de tempo, etc. Leio 100 páginas por dia, se der para ler mais, ótimo. Se não, acumula.

Image

1) Caneta Marca Texto: quando acho alguma passagem importante ou apenas uma frase bonita, eu marco, deixando em destaque.

Image

2) Post-it: após destacar com a caneta marca texto, colo um post-it na página onde se encontra a citação, para futuramente, encontrá-la facilmente.

Image

3) Resultado final de como fica:

Image

Os hábitos são poucos, porém, ajudam bastante! Espero que tenham gostado.

E você? Quais são os seus hábitos?

– Abraço, F.

Feliz Ano Novo + Sorteio

Bom pessoal, queria começar este post desejando um Feliz Ano Novo a todos, que 2014 supere 2013 e que sejamos pessoas melhores.

E que ganhemos muitos livros, certo?!

Nada melhor que começar 2014 ganhando um livro! Pois então, estou lançando um sorteio na rede e quero todo mundo participando!

chamado do cuco

Estarei sorteando o livro “O Chamado do Cuco“, versão HardCover (Capa Dura). O sorteio só será realizado quando tais metas forem realizadas:

1) 300 seguidores no Instagram;
2) 300 likes na página do Facebook;
3) Sorteio.

Para participar do sorteio, você precisa seguir nosso Instagram, postar a imagem do sorteio na sua conta e curtir nossa página do Facebook.

Como dito anteriormente, o sorteio só será realizado, assim que as metas forem alcançadas!

Feliz Ano Novo a todos e que a sorte esteja sempre a seu favor.

Divergente (Verônica Roth) – Resenha

Aquela Distopia que você não consegue mais largar.

Image

Divergente é uma distopia. Porém, sou suspeito a escrever, pois, ultimamente, leio muitas distopias e é um gênero que me agrada bastante. A narrativa se passa em uma Chicago Futurista, onde a sociedade se divide em cinco facções: Abnegação (Valoriza o altruísmo acima de tudo); Amizade (Simboliza a felicidade e possui repudio ao conflito humano); Audácia (Os corajosos); Franqueza (Falam sempre a verdade); Erudição (Valoriza à inteligência). Eu geralmente fico com receio de histórias com narração em 1ª pessoa, pois tenho medo de odiar a protagonista, mas isso – definitivamente – não ocorreu em Divergente.

Os personagens foram, extremamente, bem elaborados. Todos são interessantes e bem detalhados, o que admiro bastante na autora.

A personagem principal, se chama Beatrice Prior, onde no decorrer da história, passa a ser chamada de Tris. Estava acostumado às personagens, do gênero feminino, possuindo características imaturas ou irracionais, mas Tris não fazia jus ao clichê. Possuia uma personalidade bem forte e marcante, e, ao mesmo tempo, uma determinação sem igual.

Quatro (Four) é um personagem que despertou curiosidade, não só em mim, mas em muita gente, pois de início ele era bastante fechado e cheio de segredos/mistérios, mas com o decorrer da história, ele revela, aos poucos, o seu outro lado. Quatro – definitivamente – é o preferido de muita gente.

Outros personagens que também possuem papéis importantes são Christina, Will, Al, Eric e Jeanine.

Divergente, além de apresentar uma leitura fácil, pois a autora conseguiu uma linguagem bem mais acessível do que outros autores, é totalmente viciante. Ler o livro em dois dias no máximo não me surpreenderia. Possui muita ação, romance, tragédias, etc. Recomendo o livro e acredito que todos irão gostar! Embarque nessa trilogia com Verônica Roth e desfrute de uma distopia viciante.

Idioma: português
Encadernação: Brochura
Altura: 20,7 cm
Largura: 13,4 cm
Peso: 0,500 kg
Edição: 1ª
Ano de Lançamento: 2012
Número de páginas: 504